História

O Karatê-do começou a nascer em Okinawa quando o governo da época, proibiu aos nativos o porte de espadas e facas como forma de coibir possíveis rebeliões, no entanto esse decreto não impediu que o povo da pequenina ilha de Okinawa improvisasse armas de artefatos agrícolas. Deste improviso surgiram o nunchaku, a tonfa e os bastões longo e curto. Mais uma vez os governantes da Ilha confiscaram essas "armas," e os nativos então criaram o Karatê-do que ainda assim era praticado as escondidas ou então camuflado como uma dança, sendo ai a possível origem dos katas. Nesta época o condicionamento das mãos era muito valorizado e os treinos eram intensos pois os soldados do governo usavam armaduras. Foram criados aparelhos para este fim alguns simples e outros mais engenhosos. As formas de auto- defesa são tão antigas quanto a raça humana. Desde que o HOMO ERECTUS desceu das árvores e passou a disputar com seus iguais a posse do território dentre outras coisas surgiu a necessidade de desenvolver métodos de combate que foram se aperfeiçoando com o passar dos tempos.
Os primeiros indícios de lutas apareceu na Índia onde uma casta de guerreiros chamados kshatriya criou o estilo chamado Vajramushti. Em 520 AD um monge budista chamado Daruma Taishi migrou da Índia para a China para ensinar Budismo no Templo Shaolin. Logo que chegou ao templo Daruma notou que os monges tinham a saúde precária, devido às longas horas imóveis de meditação, e, ele imediatamente procurou melhorar a saúde deles. Ensinou aos monges exercícios de respiração profunda, yoga e criou uma série de movimentos que ficou conhecida como "As 18 mãos de Lo Han." Em pouco tempo os monges do templo tornaram-se capazes de se defender de bandidos nômades que atacavam e saqueavam os templos naquela época.
Depois que os templos Shaolin de Honan e Fukien foram destruídos pelo Governo Imperial Chinês em 840 e 846 AD, e pelos Manchus na dinastia Ming 1368 a 1644 AD, vários mestres chineses se espalharam pela China fugindo da perseguição do governo Chinês arrebanhando discípulos em várias localidades disseminando assim o ensino de kung fu. Quando os chineses começaram a migrar para Okinawa, novos sistemas se desenvolveram, e o nome dado a esses sistemas foi Te que significa mão. Havia três principais núcleos de "te" em Okinawa. Esses núcleos eram as cidades de Shuri, Naha, e Tomari. Consequentemente os três estilos ficaram conhecidos como Shuri-te, Naha-tê e Tomari-te. O primeiro deles, Shuri-te, veio a ser ensinado por Sakugawa (1733-1815),que ensinou a Sokon Bushi Matsumura (1796-1893), e que por sua vez ensinou a Anko Itosu (1813-1915). Foi Itosu o responsável pela introdução do Karatê nas escolas públicas de Okinawa. Shuri-te foi o percursor dos estilos de Karatê, que vieram a se chamar Shotokan,Shito-Ryu,Isshin Ryu. Naha-te tornou-se popular devido aos esforços de Hanryo Higaonna (1853-1916).O principal professor de Higaona foi Seicho Arakaki (1840-1920) e seu mais famoso aluno foi Chojun Miyagi(1888-1953).Miyagi foi estudar na China e mais tarde ele desenvolveu um estilo de Karatê conhecido hoje por Goju Ryu. Tomarite foi desenvolvido juntamente por Kosaku Matsumura (1829-1898) e Kosaku Oyadomari (1831-1905). Matsumura ensinou a Chokki Motobu (1871-1944) e Oyadomari ensinou a Chotoku Kyan (1870-1945) - dois dos mais famosos professores daquela época. Até então Tomari-te era largamente ensinado e influenciou tanto Shuri-te como Naha-te.